Editorial Janeiro/2016 – O Final

Dou como sugestão ao amado irmão leitor deste editorial que também faça a leitura devocional do SALMO 90, para melhor compreensão do assunto que trataremos abaixo.

            Como texto básico da reflexão deste edital destaco (Salmo 90:12) que expressa o seguinte: “Ensina-se a contar os nossos dias para que o nosso coração alcance sabedoria”.

            Analise o grande trabalho de um diretor de filme, que para chegar ao público consumidor, refletiu, escreveu as idéias, o roteiro, convidou o elenco, se propôs a trabalhar, por dias, meses ou quem sabe anos, mudando de cenária, roteiro, lugar, entre tantos trabalhos para ao final editar o final e lançá-lo ao mercado e ao mundo para a assistência do plenário exigente que é o telespectador.

            Quem nunca foi ao cinema que após o final deste filme após um termo enorme na tela escrito: “THE END” – Fim!

            O normal é que após o fim do filme no cinema, a gente levanta da poltrona e vai embora. Estamos no fim de mais um ano.

            E como foi este ano para você? Tal como num filme, houve cenas emocionantes, algumas hilárias, outras de drama, encontros e desencontros, surpresas e muitos personagens diferentes entrando e saindo de cena.

            Porém, irmãos diferente de um filme, tudo foi real, quer as alegrias ou as dores, elas existiram. No filme, o elenco é sabiamente orientado por um diretor para que o filme aconteça a contento.

            E na vida, quem dirige? Quem dirigiu o roteiro da sua vida neste ano 2015? Você agiu dentro do script ou achou melhor fazer seus próprios improvisos, desviando-se do roteiro proposto pelo DIRETOR?

            Filmes nos emocionam, nos fazem pensar, refletir e até mudar posturas. E o filme real que você protagonizou neste ano que termina? O que ele gerou em você? Quais são suas reflexões acerca do que viveu ao longo de 2015? Que posturas poderiam ter sido diferentes? Quais palavras, atitudes, decisões e sentimentos do coração não estiveram de acordo com as orientações sabidas e seguras do DIRETOR?

            Como eu dizia, quando o filme acaba, a gente levanta e vai embora. Todavia, quando o ano acaba, não há como simplesmente levantar e ir embora. Na verdade, assentamo-nos para vislumbrar o próximo. Quando um ano acaba ele traz consigo um novo começo, uma nova fase, um novo capítulo de uma série que esperamos durar por muito tempo.

            Que ao realizar as últimas cenas deste filme real chamado 2015, você se volte para o DIRETOR e se lance totalmente a sua direção para o novo filme prestes a estrear: “2016, UM NOVO COMEÇO”. E que debaixo da direção do Mestre Jesus, ele seja um sucesso absoluto.

            Quer desempenhar bem seu papel? Comece dando toda a atenção ao Diretor pois Ele tem o roteiro exato e os propósitos de uma grande exibição que lhe trará sucessos, alegrias e vitórias.

Pr. WILLIAM MARTNEZ BATISTA

facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Deixe uma resposta