EDITORIAL DE DEZEMBRO DE 2015 – MÊS DO NATAL

Sugerimos  ao  amado  irmão  que  faça  uma  leitura  mais  intensa  no  livro  de   Romanos capitulo 5, do versículo 12 ao 21, para melhor compreensão do assunto que trataremos abaixo.
Mas  como  base  deste  assunto  deixo  o  texto  de  (João 3:16)  que  expressa  o seguinte:
Porque  Deus  amou  o  mundo  de  tal  maneira  que  deu  seu  Filho Unigênito, para que todo aquele que Nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna¨.
Outra vez chegou o natal.  No  dia 25 de dezembro muitos celebram o nascimento de Jesus.
Na  realidade  não  sabemos  com  certeza o dia em que Jesus nasceu. Sabemos entretanto que Ele veio por causa do amor de Deus.
Ele  nos  amou primeiro e por isso deu o seu Filho.  Jesus  é  o  seu  maior  presente  porque precisávamos dele.  Quantas tristezas, tragédias, ódio, maldade, tudo porque Adão, o primeiro homem pecou e seu pecado passou a toda a raça humana.
A  verdade  sobre  o  natal  está  contida  na  palavra  de  Deus. Aparentemente  o  Livro  de Romanos  não  tem  nada  a  ver  com  o  Natal. Ele não fala de presentes, árvores enfeitadas, comidas deliciosas e muito menos de bebidas alcoólicas.
Se pensarmos que isso seja o Natal, então Romanos não é o melhor livro para estudarmos a festividade do fim de ano. Nele também não se menciona a manjedoura, os pastores e nem  a estrela que conduziu os magos até Belém.  Sabemos  nas  entrelinhas  que Paulo Fala sobre o Natal , especialmente  no  capítulo  5  de Romanos. Ele  fala  do  pecado  que  entrou  na  vida humana por meio de Adão.
Existia  em  certa  Igreja  um  relógio  que nunca estava certo. Um dia estava atrasado; em outro, adiantado! Algumas pessoas diziam que eram os ponteiros que estavam com problemas.
O Pastor então escreveu uma nota e a colocou ao lado do relógio: ¨Não culpe os ponteiros, o problema   é   mais   profundo¨.  Assim  é  também  com  a  humanidade.  O  problema  é  muito
Profundo. É  o  pecado enraizado  em  seu coração que não o deixa compreender a verdadeira razão do Natal.
No  jardim  do  Éden  havia  comunhão  perfeita entre Deus e o homem. Adão, porém, pecou e levou a  raça  humana  a  afasta-se  do  verdadeiro  Deus. A razão  de  ser do Natal é a vinda do Salvador Jesus Cristo para levar de volta para Deus aqueles que creêm.
Portanto  Jesus  nasceu  no  Natal para revelar o amor de Deus. O grande presente de Deus para nós é o seu próprio Filho como Senhor e Salvador das nossas vidas.
Não   que   seja   pecado   estreitar   os   relacionamentos  nesta  festividade  de  natal,  dar presentes,   receber  presentes,   mas  o  maior  foco  é  voltado  a   gratidão  pela  doação  da vida de Cristo para nós.
Tenham  um  final de  ano cheio da  Graça de Deus e que toda a luta que os amados irmãos enfrentaram neste ano de 2015, possa tornar-se grande vitória em 2016. Por isso destacamos que onde o pecado abundou, superabundou a Graça do  nosso Deus em Cristo Jesus.

Pr. WILLIAM MARTNEZ BATISTA

facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Deixe uma resposta